Kyokushinkaikan


O QUE É O KARATE KYOKUSHINKAIKAN?
O Karate Kyokushinkaikan é, sobretudo uma Arte Marcial que põe à prova o caráter, a personalidade, a alma e o organismo de quem o pratica; fazendo com que uma luta interna exista com o praticante, levando a desafiar e vencer a si mesmo. O Kyokushinkaikan além de prover seus adeptos de força em golpes poderosos, traz em sua essência um lado mais interessante e provavelmente mais verdadeiro que é o lado espiritual. O Karate Kyokushinkaikan é a arte de lutar sem armas e sua prática faz com que o praticante possa defender-se de mais de um inimigo. Como diz seu nome: KARA (Vazio), TE (Mão), esta Arte Marcial é um meio de luta sem armas. Nela utilizamos os pés, as mãos, os joelhos, os cotovelos, ou punhos e a própria cabeça; transformando-os numa verdadeira máquina de combate sabiamente dirigida. Cada golpe vigoroso tem seu endereço num ponto vital. E para isso basta lembrar que a sua origem nasceu da vontade de unir a saúde física e mental, assim como a necessidade de defender-se, já que as armas lhes eram negadas. Com golpes vigorosos e devastadores, sobrepujavam adversários muitas vezes armados, causando não menos do que rupturas, contusões, etc. É tanto um método de Defesa Pessoal como um método de ataque e um ótimo condicionador físico.
Sendo sua base num trabalho rigoroso de concentração e orientação espiritual, é certo que uma grande força física e poder mental é obtido, e desta forma rápidos resultados são conquistados em curto espaço de tempo. De outro modo, achamos conveniente que o praticante não leva jamais para o lado errado o seu aprendizado, utilizando os seus conhecimentos somente à defesa própria de outros em perigo.

A filosofia do Karate Kyokushinkaikan evidencia-se: Respeito, Dedicação, Humildade, Responsabilidade, Harmonia, Sabedoria, Justiça e Confiança. Diz-se muito que o estilo Kyokushinkaikan é uma escola de adestramento por excelência, um guia seguro para o fortalecimento do caráter e um conjunto de preceitos físicos e higiênicos que acompanharão o praticante pelo resto de sua vida.

Uma das virtudes que o praticante deve ter é a CORAGEM. Dizia o Grande Mestre (Sosai) Masutatsu Oyama: Perder dinheiro é perder pouco, perder Confiança é perder muito, mas perder a Coragem é perder tudo; porque perderá a si próprio. Portanto mantenha sempre a Coragem como bem mais precioso da vida. Recomenda ainda o Grande Mestre Masutatsu Oyama:"Que dinheiro não é tudo nem o mais importante na vida; ele deve vir naturalmente a você como conseqüência de seu trabalho honrado". Desses sábios ensinamentos, realmente há muito que aprender. Na verdade perder Confiança é grave, porque não a recuperará com dinheiro, nem conseguirá recuperá-la facilmente. Por isso é necessário preservar com cuidado a Confiança. No entanto a Coragem é virtude capital. Sem a Coragem, perderemos as mais esplêndidas chances da vida, o Covarde erra o alvo e por fim perderá a si mesmo.

É importante aos alunos iniciantes saber que para desenvolver, leva-se tempo; e que este desenvolvimento técnico e da força não são adquiridos de um dia para outro. Normalmente leva-se de três a seis meses para sentir esse desenvolvimento gradativo; a cada êxito conquistado novo objetivo se instalará, colocando sempre em primeiro plano a Humildade, a Abnegação, que são os fatores essenciais à boa continuidade. Uma das formas do espírito de Karate Kyokushinkaikan é a força interior chamada de Perseverança, resultado dos treinamentos feitos com os sentimentos voltados totalmente à Arte Marcial do Karate. O praticante que não procurou o conforto e treinou arduamente contará com seu interior mais forte que se manifestará nos momentos mais difíceis da vida em forma de GARRA.

Dizia o Grande Mestre Masutatsu Oyama: “ KARATE NI SENTI NASHI ”, cujo significado é o seguinte:"O OBJETIVO DO KARATE É RETER O ESPÍRITO AGRESSIVO". O espírito do Karate é uma poderosa essência que penetra em todas as coisas, mas que permanece naqueles que conseguem esvaziar-se para recebê-lo.

KARA - O vazio, o Universo, o Céu, a Neutralidade ou a Luz; TE - uma insubstância que se substância na prática da Arte; DO - nessa transição havendo um caminho.

KARATE-DO - A busca espiritual através do caminho da Arte das Mãos Vazias.

A vivência do Karate está intimamente ligada à busca infinita do interior do homem - O TAN REN. Durante séculos, há mais de 1.200 anos, o processo através do qual emergiu e se expandiu a Arte e depois o esporte Karate.

O Karate Kyokushinkaikan segue a linha do BUDÔ, que visa buscar a eficiência máxima em termos de qualidade técnica através do qual o contendor de menor porte físico, e, portanto em aparente desvantagem pode vencer um adversário bem maior. É a verdadeira essência da Arte Marcial traduzida em termos práticos, compensar a desvantagem física com o apuro da habilidade técnica e o domínio da parte espiritual. Um praticante de Karate Kyokushinkaikan pequeno, rápido e preciso é muito mais perigoso e temível que um homem robusto e forte.

O Karate Kyokushinkaikan segue além do BUDÔ, a linha do BUSHIDO (Caminho do Guerreiro) a qual era um conjunto de normas que dirigiam a vida dos samurais. Esse Código resumia-se em um ideal de Coragem (Força Interior) e da servidão (a própria razão da vida).

Pode ser dito que o verdadeiro propósito do Karate Kyokushinkaikan é treinar de tal forma que possibilite ao praticante, viver de maneira agradável e digna, sem criar problemas aos outros, sem temer o forte e o poderoso, sem se humilhar ante homem de influência e sem se tornar cego pelas terrestres.
Existe o equilíbrio através das palavras ING e YANG, estes dois em conjunto formam o Universo, numa combinação de positivo e negativo. Como o Dia completa a Noite, simboliza a Filosofia do Karate, que é de brilhar tal como o Sol e ser repleto de Amor, Paz e Graças, tal como a Lua - um estado de arte a ser conseguido através da busca de princípios e da verdade realista da grande natureza.
KARATE NI SENTI NASHI - O objetivo do Karate é reter o espírito agressivo. Entre os praticantes de Karate imaturos, existe elementos que agindo sobre descontrole emocional, vêem-se envolvidos em conflitos físicos (brigas), contudo isto é inadmissível, sendo necessária uma atitude consciente para que haja a real avaliação da causa, discernindo o melhor modo de agir. É comum que o principiante de Karate, notando seu progresso rápido, seja levado por onda de impetuosidade, sentindo a necessidade de pôr em prática os conhecimentos adquiridos. Esta idéia distorcida deve ser sanada a tempo para que não o afaste do real objetivo do Karate Kyokushinkaikan.
No Karate Kyokushinkaikan, não existe agressão na sua extensão e sim uma nobreza de espírito, domínio da agressividade, modéstia e perseverança, possuir suavidade no seu exterior, mas quando necessário ter a coragem de enfrentar milhões de adversários no seu interior.
O Karate Kyokushinkaikan não visa somente à vitória ou derrota em competições, mas através dos esforços e das experiências físicas e mentais, obter o brilho do ser humano. O essencial é possuir sentimentos, seriedade, dedicação incessante ao treino físico e mental. O Karate Kyokushinkaikan tem como objetivo não só a técnica, mas também a nos ensinar a tirar o máximo de proveito de nossa força interna. Assim, nas competições, não existe classificação por pesos; o atleta cujo físico é menor poderá vencer o maior. A essência do Karate Kyokushinkaikan é desenvolver o máximo em suas potencialidades, aquele que conseguir será o vitorioso.
Atualmente a tendência é a força bruta, menosprezando cada vez mais a técnica e, principalmente a formação espiritual, grau ou caráter do indivíduo. Portanto um praticante de Karate Kyokushinkaikan não deve menosprezar o treinamento tradicional, que é o Kihon Geiko (Treino Básico), que visa derrotar o adversário com um único golpe, como se fosse possuidor de uma arma, ou seja, suas mãos e pernas serão afiadas como se fosse uma espada, para torná-lo um grande homem digno de respeito e admiração, não menos esquecendo a humildade.
A continuidade dos treinamentos no Karate Kyokushinkaikan faz compensar o desgaste da vida moderna. Problemas individuais sempre existirão, mas o Kyokushinkaikan direciona esses conflitos, frustrações e mesmo o excesso de energia.
O Corpo e a Mente em equilíbrio trazem o verdadeiro comando da razão. A partir daí, não mais serão escravizados pelo exterior, enxerga-se a realidade das coisas como se possuísse um sexto sentido ou terceira visão; conseguindo prever as situações de perigo e assim evitar acidentes e uma série de fatos negativos. Esses instintos de defesa tornam-se consciente e o indivíduo aprende a controlar a si mesmo.
Existe uma grande diferença entre desculpar-se por ter medo e desculpar-se por não querer brigar, mesmo sabendo que pode vencer o adversário. Neste simples ato de desculpar-se para evitar uma briga da qual indubitavelmente sairia vencedor, está a importância do Kyokushinkaikan Karate.
Como dizia o Grande Mestre Masutatsu Oyama: NÃO DEVEMOS BRIGAR POR UM MOTIVO INSIGNIFICANTE, MAS SIM LUTAR PELA JUSTIÇA E É PARA ESSA LUTA QUE O HOMEM NECESSITA DE FORÇAS.
Contudo podemos dizer que o Karate Kyokushinkaikan é uma estrada aberta à perfeição humana que tenta devolver ao homem a calma de espírito e fazê-lo voltar ao seu estado primitivo, tirando-o das algemas que lhe aprisionam as diretrizes do mundo exterior.

Fonte: www.kyokushinkaikan.com.br
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O KYOKUSHINKAIKAN KARATE NO BRASIL

Em meados de Abril de 1999, José Koei Nagata, visitando sites na Internet, verificou que no Japão, após a morte do Mestre Masutatsu Oyama, criaram-se outros grupos que também se denominavam de Kyokushin. Mestre Masutatsu Oyama em seu testamento havia deixado como o seu sucessor: Akiyoshi Matsui (Faixa preta 5º Dan, Campeão Mundial 1987 e superou o teste das 100 lutas consecutivas - Hyakunin Kumite). Porém haviam mestres mais graduados que o próprio Matsui e muitos discordaram deste Testamento. A família do Mestre Masutatsu Oyama (Sra. Chiyako Oyama e sua Filha, também contestaram a este testamento), brigando na justiça por seus direitos. Então grupos diferentes se organizaram, mas todos levam o nome Kyokushin e usam os símbolos também.
Denominou-se assim: IKO-Matsui (Abreviatura de International Karate Organization) é liderado pelo Kancho Akiyoshi Matsui, a IKO-Matsushima é liderado pelo Kancho Yoshikazu Matsushima, a Union Kyokushin Karate é comandada pelo Shihan Shichinohe, a Shinkyokushin é comandada pelo Shihan Midori Kenji, a Syogakukai Kyokushinkan é comandada pelo Shihan Royama, e muitas outras ramificações / organizações.

Entrei em contato com a IKO-Matsushima, através do Shihan John Taylor (Austrália), comecei a contatar e a mandar currículo, Fotos e vídeos de meu trabalho no Brasil. Eles ficaram interessados em expandir a IKO-Matsushima no Brasil. De antemão fiquei temeroso pois sabia que a IKO-Matsui no Brasil de qualquer forma tentaria impedir o meu trabalho, mas fui me respaldando, conhecendo às leis brasileiras, legalmente oficializando, superando as barreiras e amparando de todas as formas legais.

Devagar fui acostumando com a idéia de voltar a usar o nome Kyokushin, mas sabia que teria muito trabalho, pois tinha que tirar todas as adaptações que fiz ao estilo "Nagata Ryu", e deixar de lado todo o carinho e conquistas que fiz em prol deste estilo no Brasil e na América do Sul. Mas o nome Kyokushin falou mais alto, meu espírito e ideal em prol do Karate elevou-se, enfim decidi que este seria o meu caminho e destino nesta vida.
Ao final do ano de 1999, homologuei a Confederação Brasileira de Kyokushinkaikan Karate, que é a entidade máxima no País, cabendo a esta entidade expedir diplomas e certificados nacionais do estilo. Com a criação desta entidade devidamente registrada, de fato e de direito, marca definitivamente a implantação da IKO-Matsushima no Brasil.

Após a devida regulamentação da IKO-Matsushima no Brasil, comecei a divulgar em pequenos grupos a minha incumbência de difundir esta entidade. Muitos professores interessaram-se em voltar a treinar o Kyokushinkaikan, mas estavam defasados tecnicamente.
 Então elaborei aulas especiais, para que todos que quisessem integrar ao Kyokushinkaikan deveriam estar atualizado na parte técnica. As pessoas interessadas em ingressar no estilo, terão que passar por uma avaliação final, se aprovado estará apto a seguir a filosofia, ensinamentos e técnicas do estilo Kyokushinkaikan.

Os líderes de estados serão escolhidos entre os professores formados, incumbindo-os de dinamizar e desenvolver em suas cidades, regiões ou estados. Por enquanto ainda estou plantando as primeiras sementes, e num futuro bem próximo, já estarei colhendo os frutos.
Então tive que imbutir as idéias nestas pessoas e devagar mostrando o meu trabalho para que as pessoas começarem a acreditar no meu potencial e da organização.

Professores de todos os Países, me dão força para que eu cresça no Brasil, e laços de amizades formam-se a cada dia. Isto é o verdadeiro Budô Kyokushin, ou seja, a amizade fraternal entre os praticantes em prol de um único objetivo: ajuda mútua para o crescimento e desenvolvimento do Kyokushin no mundo, contribuindo para Paz Universal entre os povos.
Em 2002 criei o Kickboxing Kyokushinkaikan e o Kobudô Kyokushinkaikan. Como já tinha um trabalho realizado com o Kickboxing e Kobudô “Nagata Ryu”, somente fiz as modificações para que ele adequasse ao contexto geral. Agora a entidade denomina-se: Confederação Brasileira de Kyokushinkaikan Karate & Kickboxing, sendo legalmente estabelecida e credenciada. As lutas de Kickboxing seguem as regras do Thai Boxing, ou seja, Boxe Tailandês, não sendo válido o uso de cotoveladas. O resultado começa a aparecer com implantação de filiais em todo o Brasil e convite para Cursos, Campeonatos, Simpósios, etc.
Também estaremos fechando um circuito de lutas, em conjunto com a Associação Combat Sport e outras congêneres, para difusão do esporte.

Enfim o marco histórico no Brasil foi estabelecido, colheremos num futuro próximo os frutos desta nova entidade desportiva marcial!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário